quarta-feira, 28 de abril de 2010

Amuleto em acção


Ainda mal se tinha deitado, quando a Criança acordou sobressaltada. O seu amuleto começara a brilhar continuamente. Não havia tempo a perder. Algo de grave se estava a passar em Fantasia. Vestiu-se rapidamente e desceu as escadas. Quando abriu a porta, já Minedu a aguardava. A Criança saltou-lhe para o dorso e ambos se elevaram nos céus.

O amuleto conduziu os dois ao palácio de Madrepérola. Bateram na maçaneta da porta, porém ninguém veio abrir. A Criança insistiu. Nada. Ninguém. Parecia que ninguém se encontrava no castelo. O amuleto da Criança voltou a brilhar.

A Criança e Minedu percorreram os céus à procura dos habitantes do palácio de Madrepérola. Talvez algo se tivesse passado lá dentro. O amuleto conduziu-os à Clareira das Decisões onde tinha decorrido a festa. Ainda havia duendes adormecidos e um ou outro habitante de Fantasia. Depois de Minedu pôr as patas no chão e se colocar em posição para a Criança descer, ela saltou para o chão e tentou acordar os que ali dormiam. Bem tentou. Abanou-os primeiro com cuidado e depois com um pouco mais de força. Nada. Algo de muito estranho se estava a passar. Ninguém conseguia dormir tão profundamente e não acordar depois de alguém os tentar acordar com energia.

O amuleto voltou a brilhar. Era chegado o momento de ir a outro lugar de Fantasia. Desta vez foi dar ao País dos Pés Gigantes. Estes estavam, ao contrário do que acontecera na festa, verdadeiras rochas. Não se humanizaram por muito que a Criança tentasse fazê-los falar.

Entretanto, por iniciativa própria, os dois encaminharam-se para os lados do mar. Talvez encontrassem alguém ou algo num Cabo ou numa das muitas praias de Fantasia.

Minedu e a Criança estavam cada vez mais preocupados e desorientados. Nunca o amuleto os tinha conduzido a um local ou à pessoa, animal, ser fantástico, que não estivesse em perigo. Um poder muito forte estava a enviar mensagens erradas. Que fazer? Continuar a procurar. Não podia ignorar o sinal de perigo que o amuleto emitia. A luz continuava a brilhar.

8 comentários:

  1. O que terá acontecido? Devemos estar quase a saber o que passa, o que faz estas coisas acontecerem.
    Esta historia está cada vez melhor.
    Bjocas
    Patty

    ResponderEliminar
  2. Esse amuleto está dentro de nós... e talvez tenha váios nomes... intuição, sexto sentido, antevisão do perigo...

    Que acha?

    ResponderEliminar
  3. A partir de agora vou começar a desvendar a origem e solução desses acontecimentos. Ainda assim, haverá uma ou outra surpresa...

    Beijos Patty

    ResponderEliminar
  4. Vou ficar à espera da continuaçaõ da aventura.
    Bjs Catarina

    ResponderEliminar
  5. A aventura segue dentro de pouco tempo.


    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Vamos aguardar e ver se o amuleto funciona...

    ResponderEliminar